(11) 96403-7620 (11) 4408-6149 (11) 94779-0308 (11) 99577-5012
Clínica para desintoxicar e tratar das drogas e álcool

Clínica para desintoxicar e tratar das drogas e álcool


A internação para tratamento da dependência química deve ser feita preferencialmente a partir de uma reflexão prévia que demande uma ida voluntária para a reabilitação.

O vício, independente de qual substância seja, não é nada fácil de lidar. É muito difícil sair dessa situação sozinho e voltar à vida normal. Por isso é essencial que o dependente procure uma clínica de recuperação, onde há profissionais preparados e em plena sintonia para oferecer ajuda.

Nas clínicas há uma estratégia já traçada para lidar com todo tipo de situação, e na hora de escolher é necessário se atentar a vários detalhes, como corpo clínico, métodos de tratamento, participação familiar e também a estrutura do local.

Mas como decidir qual clínica é a melhor? Neste post vamos dar algumas dicas sobre por onde começar esta pesquisa.

 

Clínica gratuita ou privada?

O primeiro passo é pensar sobre a responsabilidade financeira da internação. Infelizmente, no Brasil, há poucas clínicas de recuperação financiadas pelo SUS, fazendo com que a rede privada seja responsável pelo atendimento de mais de 95% dos casos. Por isso, esperar por uma vaga no sistema público pode levar anos e ser tarde demais.

Se a família não possui recursos para bancar o tratamento, ela pode recorrer à justiça, solicitando que o Estado financie a internação em uma clínica privada.

 

O tratamento adequado

O segundo ponto a ser pesquisado é o tipo de tratamento buscado para o usuário. Procure informações sobre:

Tipo de dependência química tratada: o vício em álcool, por exemplo, pode demandar um tratamento diferente do vício em cocaína.

Sexo dos pacientes: se há unidades apenas para homens ou mulheres ou se são mistas.

Faixa etária: se jovens e idosos são internados em um mesmo espaço ou não.

Abordagem: informações sobre técnicas e métodos utilizados no tratamento.

Geralmente as clínicas de recuperação estão situadas em locais estratégicos, com objetivo de oferecer descrição, paz e tranquilidade aos pacientes.

Além disso, oferecem acomodações e serviços para que os pacientes possam receber os cuidados necessários ao tratamento. E isso garante que ele seja eficaz, principalmente para os casos em que o nível de dependência é alto e se encontra em estado de emergência.

Se o dependente tem consciência que precisa de ajuda e demonstra vontade, a internação é mais fácil. Mas se ele não quer se internar aí fica mais difícil porque a família terá que decidir por interná-lo contra a sua vontade.

 

Tipos de Internação que a clínica pode oferecer:

Internação voluntária: é quando o paciente assina uma declaração de que é de sua vontade ser internado em uma clínica para dependência química.

Internação involuntária: quando o dependente perde por completo o discernimento sobre o risco a que está exposto, e também apresenta perigo para a família e as pessoas com quem se relaciona.

Nesses casos o excesso de uso de álcool ou de outras substâncias já atingiu um nível em que o indivíduo tem sua capacidade psíquica tão comprometida que não consegue, por si só, buscar um tratamento.

Assim, a internação é acionada por familiares ou tutor legal, que assinarão uma autorização para que a pessoa seja internada. Os cônjuges não têm essa permissão. É preciso que seja feito por parentes de primeiro grau.

Feito o pedido, e o paciente sendo internado, é examinado por um médico, e acompanhado por equipe competente, que emitirão um laudo constatando a necessidade da internação.

Internação compulsória: para essa modalidade, é necessário que seja expedida uma ordem judicial de internação, independente da vontade do paciente. Essa ordem judicial deve vir de um juiz, que responde a uma solicitação feita por um médico, e pode ou não ser requerida pela família.

A internação compulsória também pode ser uma alternativa de medida cautelar, quando um crime for cometido por alguém que se encontrava sob efeito de substâncias ilícitas.

Deve haver um laudo médico, indicando a necessidade do tratamento, e somente após a análise do parecer e das condições de segurança do estabelecimento, é que o juiz expedirá a ordem determinando a internação da pessoa.

O juiz não pode estipular quanto tempo o tratamento irá durar, apenas os médicos podem determinar isso. É diferente da internação involuntária, pois nesta, a pessoa que a autorizou pode solicitar o seu encerramento.

É na clínica que se promove a desintoxicação, conscientização e ressocialização do indivíduo.

Por isso o tratamento deve ser realizado de forma única, isto é, de acordo com a individualidade e problema de cada um.

Considerando estes aspectos, é possível saber se a clínica é confiável e se o atendimento é direcionado para as necessidades do paciente.

Cada uma das clínicas de recuperação do Grupo Aguiar, por exemplo, possui um foco especial de tratamento, o que potencializa os seus resultados. Temos espaços somente para pessoas mais velhas, menores de idade e mulheres.

 

Equipe profissional

O diferencial de um tratamento também está relacionado aos profissionais que fazem parte desse processo. Fique atento para a presença de:

Médicos: é essencial o acompanhamento de um psiquiatra e de um clínico geral para o atendimento de outras doenças.

Psicólogo: outro profissional essencial, responsável por ajudar na estabilização emocional dos pacientes.

Terapeutas: ajudam o paciente a, aos poucos, retomar atividades cotidianas como estudar ou procurar um novo emprego

Professores: a educação também faz parte da reabilitação. Educação Física e Artes principalmente.

Nutricionista e cozinheira: o cuidado com a alimentação também faz parte do processo. Uma dieta balanceada influencia a sensação de prazer e bem-estar do paciente.

 

Instalações

A clínica de recuperação será a morada do interno por algum tempo e deve oferecer o conforto necessário para que ele se sinta bem. Observe se há fotos do espaço no site e, se possível, verifique a possibilidade de agendar uma visita presencial ao lugar.

 

Reputação

Por fim, também é importante verificar comentários e avaliações deixados por outros consumidores na internet e, se tiver a possibilidade, conversar pessoalmente com pessoas que já utilizaram os serviços. Cheque as redes sociais e a página no Google da clínica. Também visite sites de reclamações.

Não pense duas vezes antes de ter o melhor tratamento. Entre em contato com o Grupo Aguiar e conheça nossas condições


Blog

Clínica de reabilitação: o que é, e como escolher as melhores clínicas de São Paulo

Clínica de reabilitação: o que é, e como escolher as melhores clínicas de São Paulo

Quando o uso de drogas ou álcool se torna intenso, a ponto da pessoa perder suas capacidades e sua noção do que é certo ou errado, é hora de pens

Como encontrar a melhor clínica de tratamento de drogas para mulheres

Como encontrar a melhor clínica de tratamento de drogas para mulheres

Quando falamos de tratamento para dependentes químicos é importante ressaltar que homens e mulheres reagem de forma diferente

Um alcoólatra pode ser internado a força?

Um alcoólatra pode ser internado a força?

Saber como lidar com um alcoólatra na família gera muitas dúvidas. Uma dessas dúvidas mais comuns

Como conversar com o filho dependente de drogas e auxiliar na recuperação

Como conversar com o filho dependente de drogas e auxiliar na recuperação

A maioria dos usuários de drogas não reconhece que são dependentes, pois acham que podem parar de usar a substância quando quiserem.