(11) 96403-7620 (11) 4622-2996 (11) 94779-0308 (11) 99577-5012
Centro de recuperação para menores

Centro de recuperação para menores


O primeiro contato de uma pessoa com as drogas pode ocorrer antes mesmo de ela entrar na adolescência. Atualmente, é comum crianças cada vez mais novas fazendo uso de substâncias lícitas e ilícitas.
O uso – por mais difícil de se acreditar – muitas vezes começa em casa, com um parente oferecendo um pouco de bebida para que a criança “experimente” ou deixem o cigarro a mostra e com facilidade para que o adolescente pegue e faça o uso.

A dependência química é um dos problemas mais comuns em nossa juventude atual.  Quanto mais cedo uma pessoa começa a usar essas substâncias, maiores serão os prejuízos e mais complicado será o seu processo de abandono do vício. Isso acontece porque o cérebro permanece com receptores dessa substancia e também porque na adolescência são definidos os hábitos que o jovem levará para o futuro.

Uma das consequências do uso de drogas na adolescência, é que as substancias químicas atingem a capacidade de memorização, especialmente a que chamamos de “memória curta”, a que é utilizada pra realizar as tarefas do dia a dia. Assim o jovem passa a ter problemas de concentração e começa a ter dificuldades na vida escolar, principalmente. É importante ressaltar que o uso frequente de drogas ocasiona danos permanentes ao cérebro por isso é primordial ficar atento aos sinais que o adolescente pode demonstrar para conseguir tirá-lo do vicio antes que adquira consequências para o resto da vida.

Primeiro contato de uma pessoa menor de idade com as drogas

A idade média em que um adolescente faz seu primeiro contato com as drogas é aos dezesseis anos. No entanto, temos milhares de casos em que isso começa bem mais cedo, quando ainda criança, entre os 7 e 12 anos.

As drogas mais comuns no início são o álcool, tabaco e maconha. E em muitos casos, várias dessas drogas chegam a ser usadas ao mesmo tempo. Como já vimos, por mais assustador que possa parecer, esse primeiro contato pode ocorrer dentro do ambiente familiar, com o consentimento dos responsáveis, ou entre os amigos, em festas, bares, baladas, banheiro da escola, etc.

É difícil apontar uma razão bem definida como causa para que um jovem comece a fazer uso de drogas. Mas é fato que a utilização de drogas por adolescentes tem crescido nos últimos ano. Pesquisas mostram que mais da metade dos estudantes do 9º ano já experimentaram bebida alcoólica.

O relacionamento com a família é uma peça fundamental nesse processo. Muitos usuários de drogas começam cedo, e quase todos tem algo em comum: pais ausentes, violência domestica ou abandono. Essas situações acabam deixando os jovens emocionalmente fragilizados, e isso os deixa mais vulneráveis as drogas.

Os motivos mais comuns que levam um menor a usar uma substância nociva à saúde são:

Curiosidade;
Busca por aceitação;
Desejo em ter sensações de prazer e relaxamento;
Problemas familiares, achar que as drogas podem fazê-lo esquecer suas angústias;
Chamar atenção dos pais;
Lidar com sentimentos ou situações de trauma, perda, estresse ou tristeza;
Baixa autoestima;
Depressão;
Sentimento de culpa;
Complexo de inferioridade, entre outros.

Infelizmente esta é uma etapa da vida em que se é extremamente suscetível ao primeiro contato com estas substâncias e a influência do contexto social e familiar é muito grande para que isso ocorra.

Por isso é preciso estar atento ao adolescente, e principalmente as mudanças comportamentais que possam indicar que algo esteja errado. O apoio da família e ajuda antes que o vicio se torne permanente é o segredo para evitar a dependência do adolescente. Muito diálogo é importante nessa fase, e a consciência de que a dependência química é uma doença também faz diferença ao lidar com essa situação.

Clínica de recuperação para menores

A mente de um adolescente é totalmente diferente da de um adulto. Consequentemente seu comportamento e sua relação com as drogas também será, o que traz a necessidade de tratamento e acompanhamento diferenciados.

Nem sempre todos os adolescentes conseguem passar por uma juventude sem perturbações e curiosidades, principalmente no Brasil. Pensando nisso, foram criadas clinicas de recuperação especializadas, e especificas para menores com o objetivo de conseguir distanciar o máximo possível desses adolescentes das ruas e também do álcool, drogas e cigarros.

O Grupo Aguiar possui duas unidades para atender aos menores de uma forma personalizada e com total responsabilidade. Possuímos total conhecimento de que o tratamento para recuperar menores deve ser específico e muito bem planejado.
Os menores de idade passam por tratamento da dependência química ou do alcoolismo durante o tempo que estiverem cumprindo medidas socioeducativas se for o caso de menores infratores.

Os adolescentes envolvidos com drogas têm que chegar o quanto antes em uma clinica de recuperação para menores, que possam ajudá-lo. O tratamento é feito com médicos, terapeutas e equipe especializada que vai dar todo o apoio nesse momento.
Eles precisam de clinicas de recuperação para que possam voltarem a ter uma vivencia em um espaço sem a presença das drogas e do álcool, e levar a família a ter esperanças de ter seu ente querido de volta ao ambiente familiar, e que volte a ser a criança ou o adolescente que era anteriormente.

Assim como o uso das drogas que começa muito cedo pode trazer prejuízos significativos para o dependente, o tratamento precoce permitirá resultados melhores na recuperação, aumentando as chances de sucesso.


Blog

Quais as consequências da dependência química

Quais as consequências da dependência química

A dependência química gera problemas para o individuo que não consegue parar de consumir substâncias que fazem mal ao organismo

Alcoólatras: Tipos de tratamentos e clínicas de recuperação

Alcoólatras: Tipos de tratamentos e clínicas de recuperação

O alcoolismo é um problema grave que preocupa a saúde publica, pois o vicio em álcool é uma doença séria, e não deve ser rotulado como um probl

Dependência química: tipos, sintomas e melhores tratamentos

Dependência química: tipos, sintomas e melhores tratamentos

A pessoa que sofre de dependência química tem uma necessidade incontrolável de usar um tipo de substancia, utilizando de forma compulsiva, e acaba

Internação involuntária para o tratamento do crack

Internação involuntária para o tratamento do crack

O vicio no crack é um dos mais preocupantes, pois compromete o ato de comer, beber e dormir. Mesmo no início do uso, as alterações físicas e comp